Notícia

REALIZADA A 1ª AGE DA CACISPAR JOVEM

terça, 17 de setembro de 2019
Histórias de empreendedorismo foram o ‘ponto forte’ do evento.

Darce Almeida, assessoria Cacispar

Jovens empreendedores da região Sudoeste do Paraná reuniram-se na Associação Empresarial de Francisco Beltrão (Acefb) sábado, 14 de setembro, para participar da AGE, Assembleia Geral Extraordinária organizada pela Cacispar Jovem. A realização foi da Cacispar Jovem, em parceria com o NEJ, Núcleo de Jovens Empresários da Associação Empresarial de Pato Branco e do Núcleo Idea Mentes Jovens, ligado à Associação Empresarial de Beltrão.

 

João Paulo Ruaro, coordenador do Núcleo Idea Mentes Jovens, agradeceu a presença de todos e lembrou que “a Acefb, Casa do Empresário, está de portas abertas, esperamos que vocês se envolvam em tudo que foi programado para vocês. Nosso núcleo não tem nem um ano completado ainda, e poder fazer parte de todo esse movimento, é satisfação total”.

 

Cristiano Piva, presidente da Cacispar Jovem, lembrou que essa AGE vinha sendo planejada desde o ano passado. E que só aconteceu porque desde a primeira reunião do ano 2019, todos os participantes se engajaram e assumiram o compromisso de fazer o evento. “Também convidamos o pessoal do Cejesc [Conselho Estadual de Jovens Empreendedores de Santa Catarina], para participar e sabermos como é a atuação deles nesse estado vizinho”.

 

Michel Tamura, presidente da Faciap Jovem, parabenizou os participantes pela doação de tempo na AGE que, segundo ele, “em prol de algo que a gente não sabe bem ao certo o que nos espera”. “Dedicamos tanto tempo para esse tão famoso associativismo. Como que a gente consegue ficar viciado nisso? No final a gente sabe que sempre vale muito a pena”.

 

Tamura apresentou como funciona a Faciap Jovem, onde jovens líderes empresariais lutam para promover o associativismo no Paraná, fortalecendo a promoção de negócios e ações conjuntas, além de networking como objetivos. Ele citou alguns projetos anuais organizados pela Faciap Jovem, como o Feirão do Imposto e os Jojep’s [Jogos dos Jovens Empreendedores]. Nathalia Pavan Hilgert, da cidade de Salto do Lontra (PR), foi a vencedora da edição 2018. A estudante ganhou uma viagem com tudo pago para Las Vegas, nos Estados Unidos. “Estamos vendo uma galera perdendo 8, 10 quilos, tem gente recuperando calças (risos). Tem uma curiosidade aí, a ideia dos Jojep’s nasceu em Marechal Cândido Rondon num campeonato de quem comia mais biscoitos”, contou Tamura.

 

Mais projetos

Outro projeto citado por Tamura é a Academia de Desenvolvimento, que fomenta quatro pilares de capacitação – Inteligência Emocional, Liderança 4.0, Alta Performance e Inteligência Financeira. De brinde, a Faciap Jovem entregou uma Capacitação de Feedback. “É um projeto [da Academia] está sendo finalizado e será apresentado no Congresso Empresarial Paranaense, nos dias 25 e 26 de outubro, em Foz do Iguaçu. Tem ainda o Codejovem, onde jovens da sociedade civil organizada são capacitados para discutir projetos de desenvolvimento nos municípios onde vivem, de forma planejada.

 

Talk show

 Itamir Viola, formado em Administração e Análise de Sistemas, protagonista no desenvolvimento de ecossistemas de inovação e ex-presidente do parque tecnológico de Pato Branco, tirou muitos risos dos jovens empreendedores. Mas também falou sério quando precisou! Itamir está à frente do grupo Viasoft, de Pato Branco, como CEO. “Foi uma experiência gratificante estar com esses jovens que estão empreendendo e com outros que estão se preparando para empreender. Uma das coisas que norteou a minha carreira foi ter ouvido empresários consagrados. Isso com certeza me deu muita base, energia e direção para a minha profissão. Quando eu participo desse tipo de evento, procuro contribuir com as minhas experiências, porque isso tem um valor inestimável e pode encurtar o caminho de quem está começando a empreender”.

 

Viola conta que...

O início da carreira se deu pela curiosidade e espírito investigativo. Empreendedor que não busca informações, não investiga e não procura saber como as coisas funcionam, certamente terá mais dificuldade. “A visão mais holística dos processos de como o mundo funciona vai ajudá-lo no futuro. Essa é a primeira dica. Importante ler bons livros, conversar com pessoas, frequentar eventos, palestras, para que o empreendedor consiga ir montando esse quebra-cabeça do sucesso do negócio. Outra dica é se manter fiel aos seus propósitos, ter persistência. Muitas empresas não têm sucesso logo no início, que foi o meu caso. O sucesso vem quando você estrutura bem o seu negócio com muita persistência”, observa.

 

Observar o vizinho

“Também abordei que é preciso comparar o seu negócio com o de outros empreendedores. E é no risco que se tem insucesso, mas é nele que se ganha muito aprendizado, tendo a possibilidade de avançar”. Segundo Viola, no talk show ficou bem claro os diferentes perfis empreendedores dos apresentadores, mas basicamente as características principais se repetem. “Muitas vezes a necessidade é a mola propulsora. É preciso correr riscos e aceitar desafios, conhecer e interpretar o mercado. A regra básica é seguir em frente com cuidado, mas deixando de aceitar um nível de desafio que possa dar propulsão para seus negócios”.

 

Jocilene Colognese, formada em Marketing e proprietária da Agência de Viagens Pelizzer Turismo, possui vasto conhecimento na área de gestão empresarial e inovação. “Meu objetivo foi de contribuir com minha história para que essa juventude possa se inspirar e acreditar que as dificuldades fazem parte do processo do empreendedorismo e que tendo vontade de vencer não importa de onde viemos, importa sim onde queremos chegar”. “Avalio [o evento] de alto nível, excelentes parcerias e ótima oportunidade de rede de contatos”.

 

Cyntia Fontanella, empresária, estilista, formada em Economia e Direito, é design de Moda e proprietária de uma marca de posicionamento nacional. A marca engloba aproximadamente 10 categorias de produtos do universo feminino, com lojas em Dois Vizinhos, Cascavel e Curitiba. Atualmente, a empreendedora desenvolve um projeto de expansão de franquias compartilhadas: “Eu adoro falar para jovens empresários, eu vejo no empreendedorismo como um processo de mercado que pode sim mudar muita coisa no futuro. Tudo foi sensacional, acredito que agregou muito para quem participou”.

 

A empresária contou aos jovens que possui sociedade em negócios com mais sete mulheres. “A galera fala que é complicado ter sócios, mas quando todos estão alinhados e transparentes, é somar o seu ponto positivo com as demais pessoas do grupo. Aí o negócio só expande”.

 

Opinião

Conforme Cyntia, as principais dificuldades do mercado atual é o comprometimento das pessoas. “Aquele comprometimento de fazer o melhor é o mais difícil. Apesar de todo mundo falar que não tem emprego, no meu ponto de vista tem um mercado absurdo no Brasil. Eu queria ser três pra fazer as coisas que vem na minha cabeça”, empolga Cyntia.

E para aquele ou aquela aspirante a empreendedor ou empreendedora, que trabalha numa organização, mas está insatisfeito, Cyntia dá a dica: “Siga a sua intuição. Se tem uma pontinha aí dentro dizendo que o lugar onde você está não é o lugar que você deve estar, vai pra onde você acha que deve estar”.

 

Avaliação de satisfação da 1ª AGE da Cacispar Jovem

Para melhorar cada vez mais os eventos, a Cacispar desenvolveu um questionário com perguntas de opinião como “Data do evento”, “Horário”, “Local”, “Talk show”, “Formato da assembleia” e “Organização”.

 

Opiniões dos participantes

“Parabéns pelo Idea pela organização”.

“Gostei bastante principalmente pelo cumprimento rigoroso dos horários, isso foi profissionalismo puro. Os cafés e petiscos foram suficientes e saborosos”.

“Por ser a primeira vez que participei, adorei, foi uma experiência incrível.

Ótimas informações”!

“Parabéns pelo conteúdo do evento. Sugestão, no talk show colocar todos falando juntos e divulgar melhor os detalhes da programação”.

“Talk show foi excelente e muito proveitoso”.

“Palestras muito boas, ideia do talk show foi muito legal”!

“Evento superprodutivo, muitas ideias e aprendizado”.

“Reunião muito importante para a interação dos núcleos da região. Experiências onde inspiram os jovens empreendedores que estão entrando com medo neste mundo empreendedor”.

“Uma sugestão é fazer o talk show junto com o almoço”.

 

No encerramento da AGE, teve apresentação de cases dos seguintes núcleos de jovens empresários do Sudoeste – Dois vizinhos, Planalto, Salto do Lontra, Nova Esperança do Sudoeste, São João, Pato Branco, Chopinzinho, Francisco Beltrão, São Jorge d’Oeste, Mangueirinha e Barracão.

Fonte: Darce Almeida, assessoria Cacispar